Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias

Notícias

Publicado em 10/07/2019.
Banco de notícias desta Casa Legislativa.

Vereador Fabrício Tavares propõe REFIS municipal

Publicado em 11/09/2020.
Proposta vem como forma de possibilitar aos contribuintes o parcelamento de dívidas tributárias, bem como descontos e isenções de multas e juros

 

O vereador Fabrício Tavares-PP está propondo um Projeto de Lei criando o novo REFIS - Programa de Regularização Fiscal, como forma de possibilitar aos contribuintes o parcelamento de dívidas tributárias de pessoas físicas e jurídicas, bem como descontos e isenções de multas e juros. Para isso Tavares encaminhou ao executivo municipal, Pedido de Providências  para que a iniciativa (como prevê a legislação em relação a matéria tributária) parta da prefeitura. Fabrício lembra que "– população, comerciantes, funcionários e autoridades estão sendo vítimas desta pandemia e precisamos amenizar o problema, principalmente os financeiros".

 

A ideia, segundo o vereador é de que a Prefeitura quanto a Câmara de Vereadores possam contribuir na formulação de uma estratégia, somada as ações com vistas a promoção da saúde e evitar agravantes futuros. Empresários, segundo Fabrício, estão relatando problemas de diversos níveis, porém os financeiros são os principais. " - A ampliação dos prazos dos compromissos fiscais podem evitar até mesmo a perda de mais empregos", relata Tavares.

 

Se o Governo Federal tomou algumas atitudes no sentido de salvaguardar empresas e população – através do auxílio emergencial – seria extremamente sensato se os poderes municipais se aliassem também nesse mesmo sentido. A proteção com o intuito de assegurar a sobrevivência das empresas e os empregos se tornou, no meu entender, na principal tarefa no âmbito econômico por parte das três instâncias de poder – municipal, estadual e federal. No que nos cabe, temos que tomar uma providência objetiva e conjunta e este REFIS que estou propondo, me parece a mais sensata e com resultados imediatos neste momento, finalizou Fabrício Tavares.


Posto policial do Fragata continua aberto

Publicado em 10/09/2020.
Vereadora Daiane Dias visita comando da BM após rumores colocarem em dúvida a continuidade do serviço no local


      No meio desta semana começaram a circular através das redes sociais e aplicativos de mensagens, informações sobre um possível fechamento do Posto Fragata do 4º BPM 3ª CIA. Devido ao receio da população de perder o Posto que é referência em segurança na localidade, as publicações sobre o tema ganharam visibilidade, levando representantes do Poder Legislativo a serem questionados sobre a permanência das atividades. A vereadora Daiane Dias (PL) conta que através das suas redes e também da comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal, a qual é presidente, foi cobrada por pessoas que pediam o esclarecimento do caso. "Comecei a receber muitas mensagens da população cobrando um posicionamento e pedindo ajuda para manter esse serviço essencial. Eu, assim como a população que me procurou, acredito ser um retrocesso o fechamento de um posto que é referência na região, por isso prontamente marquei reunião com o comando da Brigada Militar para esclarecer a situação", disse Daiane.

      O encontro entre a parlamentar e o comandante do 4º BPM da Brigada Militar, tenente-coronel Marcio André Faccin, ocorreu no início da tarde desta quarta-feira (10). De acordo com Faccin, "não há nenhum tipo de intenção por parte da Brigada Militar de retirar o posto do Fragata". Ainda segundo o comandante da BM, hoje na cidade de Pelotas existe um trabalho de integração entre as forças de segurança como a Polícia Civil, Guarda Municipal, Secretaria de Segurança do Município, Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), visando melhores números relativos ao serviço no município. Para a vereadora Daiane a reunião rendeu bons frutos. "Já no final da tarde do mesmo dia recebemos a confirmação de que as escalas de trabalho dentro do Posto estão mantidas", concluiu a parlamentar.


Poder Legislativo atuante

Publicado em 10/09/2020.

 

Vereador José Sizenando (DEM)

A partir do momento em que começou a vigorar o Decreto de Calamidade Pública na cidade de Pelotas, o Poder Legislativo precisou adaptar as suas atividades. Neste período de pandemia, a Câmara de Vereadores de Pelotas, sob o meu comando, adotou protocolos de segurança para garantir a continuidade dos trabalhos.

É importante salientar que todos os vereadores seguiram desempenhando suas funções, de fiscalizar as ações do Executivo e propor melhorias e alternativas para o bem-estar da comunidade. As sessões deliberativas e das comissões passaram a ser feitas de forma virtual.

Em função da mudança do regime de atuação, muitos gabinetes conseguiram inclusive redução nos gastos, gerando economia aos cofres públicos. Com medidas de austeridade implementadas em nossa gestão, foi possível destinar até agora cerca de R$ 1 milhão para ações de enfrentamento ao coronavírus.

Por conta de todo o protocolo de saúde adotado, nenhum servidor do Legislativo testou positivo para a covid-19. Consideramos isso muito importante, já que os trabalhos não foram interrompidos.

A Câmara de Vereadores de Pelotas também participa do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, grupo criado com membros do Executivo, Legislativo e entidades representativas da comunidade. A participação da Câmara tem sido fundamental na tomada de decisões, sem esquecer o papel de fiscalização das medidas tomadas.

A Mesa Diretora do Legislativo, encarregada de determinar a pauta das votações dos projetos apresentados pelos nobres edis e pela prefeita, tem sido ágil e parceira da população, aprovando leis e decretos com a urgência que o momento exige para enfrentarmos juntos esse grave inimigo.

Seguimos atentos, vigilantes, colaborativos e atuantes, honrando e valorizando o voto de confiança depositado em cada um dos membros do parlamento pelotense.

* Presidente da Câmara de Vereadores de Pelotas

Escolas fechadas, vidas preservadas!

Publicado em 09/09/2020.
Escolas fechadas, vidas preservadas!

Foto: Assessoria da vereadora

 

O governador Eduardo Leite (PSDB) publicou um decreto na segunda-feira (07) liberando a retomada das atividades escolares já na terça, começando com a Educação Infantil e deixando para as prefeituras a decisão de autorizar ou não essa retomada.

Em nota técnica do Comitê Interno para Acompanhamento da Evolução da Pandemia da Covid-19 da Universidade Federal de Pelotas, publicada no dia 31 de agosto, indica que Pelotas continua em fase de crescimento da curva de contágio e orienta "ampliação e qualificação da rede de atenção à saúde, aumento da política de testagem (incluindo profissionais da saúde) e implementação de medidas que favoreçam o distanciamento social na população."

O mandato do PSOL acredita que a medida de retorno é de muita irresponsabilidade, tendo em vista o momento crítico da pandemia que vivemos no estado e em Pelotas. Não há possibilidade segura de retomar atividades escolares presenciais. Da mesma forma, aponta que o formato de educação remota proposto pela SMED não contempla a realidade dos educadores, estudantes e suas famílias, "e isso vem adoecendo a comunidade escolar na tentativa de cumprir prazos e atividades que já provaram não serem efetivas no aprendizado." complementa a vereadora Fernanda Miranda. 

A vereadora Fernanda solicita um diálogo amplo sobre educação com quem de fato vive a educação no dia-a-dia e coloca que "as decisões precisam ser tomadas de forma coletiva e não apenas nos gabinetes de gestores". O mandato do PSOL também cobra um posicionamento da prefeita Paula Mascarenhas de que não irá retomar aulas presenciais em Pelotas sem a garantia da vacina.

Texto : assessoria da vereadora

Vereador Reinaldo Elias (PSD), cria projeto para coibir o abuso de valores em supermercados

Publicado em 09/09/2020.
A iniciativa quer proibir o aumento injustificado nas prateleiras
Vereador Reinaldo Elias (PSD), cria projeto para coibir o abuso de valores em supermercados

Foto: Volmer Pérez

 

O Vereador Reinaldo Elias- Belezinha(PSD),apresentou um projeto de lei,que visa proibir a majoração abusiva em função do aumento da demanda dos preços de produtos, em especial gêneros alimentícios, durante o período de pandemia.

De acordo com o vereador, a definição de majoração abusiva de preços de que trata a lei, corresponde a aplicação de preços comprovadamente discrepantes sem a devida justificativa.

No caso de verificado o aumento abusivo dos valores, ou seja, sem justificativa, pode ser encaminhada denúncia ao Procon para tomar as medidas necessárias, sendo que em descumprimento da lei o comerciante poderá sofrer sanções como por exemplo, advertência e multa de até cem vezes o valor correspondente a diferença dos preços.

Conforme justificativa do parlamentar, a lei da oferta e da procura não pode ser usada como única justificativa para o aumento dos preços, sendo que tem muitos comerciantes que estão se beneficiando de tal para remarcar os preços de forma injustificada. "Entendo que em virtude da pandemia o desemprego aumentou consideravelmente e com isso diminui drasticamente o poder aquisitivo das pessoas, sendo que muitos comerciantes estão aproveitando a oportunidade da oscilação na economia para de forma injusta aumentar os preços, o que nao podemos permitir", completou Belezinha.

Texto: assessoria do vereador

Projeto de lei que libera Delivery de alimentos durante lockdown espera sanção da prefeita

Publicado em 02/09/2020.
Proposta da vereadora Daiane Dias tem como foco micro e pequenas empresas do setor alimentício
Projeto de lei que libera Delivery de alimentos durante lockdown espera sanção da prefeita

Foto: Paulo Ferreira

   

            Na manhã da última quarta-feira (2) foi aprovado em sessão ordinária na Câmara Municipal o projeto de lei da vereadora Daiane Dias (PL), que prevê o funcionamento de tele-entrega de alimentos durante período de lockdown em Pelotas. Após duas semanas de análise dos parlamentares a proposta foi aprovada por maioria e agora espera sanção da prefeita Paula Mascarenhas.

         De acordo com a autora do projeto a ideia é a manutenção da economia para micro e pequenas empresas do ramo alimentício em períodos de maior isolamento durante a pandemia. “Se há uma decisão do Tribunal de Justiça garantindo que as pessoas, durante o período de lockdown não podem ter restringido o seu direito de locomoção, poderiam então essas pequenas empresas funcionar com delivery”, defendeu Daiane.

         A parlamentar ainda argumentou que apesar da pandemia, que segundo ela, “deve ser levada a sério e exige todo cuidado”, é preciso também relacionar toda essa dificuldade aos problemas econômicos e sociais da população. “Muitos microempreendedores dependem da venda desses lanches, pizzas, galetos, para que no final do mês possam pagar suas contas e garantir a comida dentro de casa. Pensando nisso que apresentamos esse projeto”, afirmou a vereadora.

Comissão de saúde faz reunião para discutir situação geral do SUS

Publicado em 02/09/2020.
Encontro online vai tratar de questões como cirurgias eletivas, serviços de oncologia e leitos Covid
Comissão de saúde faz reunião para discutir situação geral do SUS

Foto: Lenise Slawski

 

                A Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores realiza nesta quinta-feira a partir das 9h30min uma reunião online com a secretária de Saúde, Roberta Paganini Ribeiro para discutir a situação geral do Sistema Único de Saúde (SUS) neste período de pandemia.

                Para o presidente da comissão, vereador Marcos Ferreira, Marcola (PTB) a reunião tem como um dos objetivos centrais avaliar a situação dos atendimentos e serviços públicos de saúde que não são destinados para pacientes com Covid-19. "As outras doenças não deixaram de existir, as pessoas seguem precisando de quimioterapia, radioterapia, cirurgias cardíacas, atendimentos de saúde mental e uma série de outros atendimentos oferecidos pelo SUS e precisamos saber o que a Prefeitura tem feito para atender a estas pessoas e como está a situação geral", comenta Marcola.

                A marcação de exames e os protocolos de atendimento para pacientes de outras doenças que não a Covid-19 deve centralizar parte das discussões da reunião.   

Vereador Benemann agradece demanda atendida no Eldorado

Publicado em 19/08/2020.
Mutirão de Limpeza está sendo feito no loteamento localizado na Zona Norte da cidade
Vereador Benemann agradece demanda atendida no Eldorado

Foto: assessoria do vereador


O vereador José Paulo Benemann (PSDB), encaminhou pedido de providências para a realização de mutirão de limpeza no loteamento Eldorado, localizado na zona norte de Pelotas.

A demanda foi atendida pela Secretaria de Serviços Urbanos e Infraestrutura (SSUI) e o serviço já começou a ser realizado na região. “No início de julho estivemos visitando o local e foi pedido pelos moradores, iluminação, limpeza e mais infraestrutura para o loteamento. Agradeço ao secretário Ozório, por entender esse meu pedido”, concluiu o parlamentar.

Vereadora Daiane Dias pede liberação de serviços delivery durante lockdown

Publicado em 12/08/2020.
Medida apresentada em projeto de lei possibilidade tele-entrega de alimentos
Vereadora Daiane Dias pede liberação de serviços delivery durante lockdown

Foto: Volmer Perez

 

Na sessão ordinária desta quarta-feira foi apresentado pela vereadora Daiane Dias (PL), o projeto de lei que assegura o funcionamento em período de lockdown, de lancherias, pizzarias e assemelhados por delivery.

De acordo com a parlamentar esse projeto visa atender principalmente os pequenos empreendedores dos bairros da cidade, que muitas vezes tem seus estabelecimentos comerciais em casa e dependem disso para sobreviver. "Um lockdown, ainda que apenas nos finais de semana, que não permita essas pessoas de continuarem trabalhando só deve trazer mais prejuízos econômicos e sociais para Pelotas", afirmou Daiane.

O projeto ainda depende do parecer favorável do relator na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Municipal, para que então possa ser votado e seguir para a sanção da prefeita, se aprovado. Apesar de estar a uma semana da votação, o PL tem tido grande repercussão nas redes sociais, com apoio expressivo da população pelotense.

Demandas do 4º Distrito encaminhadas por Eder Blank estão na fase final de execução

Publicado em 12/08/2020.
Entre os serviços estão o patrolamento, cascalhamento, limpeza de bueiros e valetas além da restauração de uma estrada que estava desativada
Demandas do 4º Distrito encaminhadas por Eder Blank estão na fase final de execução

Foto: Assessoria

 

Estão sendo finalizados pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural (SDR), as demandas solicitadas pelo vereador Eder Blank (PTB) na Colônia Triunfo no 4º Distrito de Pelotas. Entre os serviços estão o patrolamento, cascalhamento, limpeza de bueiros e valetas além da restauração de uma estrada que estava desativada. 

Já foram encaminhados por Eder, pedidos para que também sejam feitas as manutenções das estradas do 7º e 8º distrito de Pelotas. O vereador destacou a importância destas melhorias, principalmente nesta época do ano. "A Safra do pêssego está chegando e tem também o transporte de Hortifruti, tomate e fumo. Onde todas essas atividades necessitam de estradas de boa qualidade, para fazer o escoamento", afirmou o parlamentar. 

 

Texto: Kauã Blank – estagiário de jornalismo sob supervisão de Andrew Falchi – Chefe de Comunicação da Câmara

Vila Princesa em pauta

Publicado em 10/08/2020.
Vereador Salvador Ribeiro (Cidadania) apresenta solicitações de moradores ao Executivo
Vila Princesa em pauta

Foto: Gustavo Vara


Em reunião com a prefeita, nesta sexta-feira (07), o vereador Salvador Ribeiro (Cidadania) apresentou algumas demandas da localidade. A principal solicitação do parlamentar à Chefe do Executivo Municipal é para que seja feito um estudo de drenagem em todo o bairro, tendo em vista que em dias de chuva, os alagamentos são constantes.

Para Ribeiro, a Vila Princesa precisa urgentemente de apoio do Executivo. O parlamentar ressalta: "enfrentamos problemas com a drenagem das ruas em toda a cidade, mas nas vilas e nos bairros a situação é mais crítica. O caso da Vila Princesa precisa ser estudado, a comunidade não pode mais conviver com este problema".

Em resposta à solicitação do vereador, a prefeita assegurou que a Secretaria de Serviços Urbanos e Infraestrutura atuará no local já nas próximas semanas.

Câmara Municipal aprova por unanimidade emenda do Mandato da Vereadora Fernanda Miranda (PSOL) que determina a Prioridade Permanente em Pelotas

Publicado em 05/08/2020.


Por unanimidade, no dia 29 julho, foi aprovada na Câmara Municipal a Emenda 1864/20, apresentada pelo Mandato da Vereadora Fernanda Miranda à partir de uma ampla construção com a comunidade, que dispõe sobre o atendimento prioritário nos estabelecimentos do Município para mães, pais ou cuidadores de pessoas com deficiência, mesmo que não estejam acompanhados delas! 

Para o mandato essa é uma vitória na garantia dos direitos das pessoas com deficiência e seus cuidadores e da luta coletiva! A Vereadora Fernanda agradeceu a todas as mães, pais e responsáveis que construíram o movimento e gravaram vídeos, fotos e mobilizaram para essa aprovação histórica! "A prioridade permanente é um direito, agora é pressionar pela sanção da Prefeita Paula Mascarenhas", concluiu a parlamentar.

Projeto de lei corrige abusos na cobrança de água em Pelotas

Publicado em 05/08/2020.
Protocolado pelo presidente do Legislativo, vereador José Sizenando (DEM), a iniciativa - aprovada por unanimidade - pretende regulamentar o cálculo por média

 

Nas últimas semanas, milhares de usuários do serviço do SANEP, autarquia responsável pelo tratamento e distribuição de água em Pelotas, foram surpreendidos por um aumento significativo no valor das contas.

A explicação da administração do SANEP é que, por conta da pandemia, algumas medições não foram realizadas e a cobrança foi feita pela média, conforme previsto na Lei Municipal 6294/2015 que dispõe sobre a sistemática da cobrança pelo fornecimento de água, coleta e tratamento de efluentes por parte do Serviço Autônomo de Saneamento de Pelotas.

A solução encontrada pela autarquia, porém, trouxe enormes prejuízos para grande parcela da população. “Está havendo um abuso na cobrança de água, quando o Sanep fica dois, três meses sem fazer a medição, é claro que quando voltar a realizar, a conta virá muito alta”, observa José Sizenando.

O vereador salienta que, além do alto valor da conta, o cálculo feito pelo Sanep acaba enquadrando o consumidor nas faixas mais altas, elevando ainda mais a tarifa.

Durante a Sessão Ordinária desta quarta-feira (5), foi aprovado por unanimidade o Projeto de Lei Ordinária 4.817/2020 apresentado pelo Vereador José Sizenando, que propõe o acréscimo dos parágrafos 8º e 9º ao Artigo 5º da Lei Municipal 6.294/2015.

Pela proposta contida no PLO, a cobrança deverá ser feita pela base de cálculo tarifária e a diferença deverá ser paga pelo usuário de forma parcelada, de acordo com o número de meses em que a unidade ficou sem leitura.

Na Câmara, durante a sessão virtual desta quarta-feira (05), os vereadores da situação e da oposição uniram-se em manifestações favoráveis ao projeto e mostraram preocupação com o método de cálculo atual, que prejudica o usuário.

Contas absurdas do Sanep serão alvo de reunião na Câmara

Publicado em 03/08/2020.
Diretora da autarquia dará explicações na terça-feira em encontro online transmitido pela TV Câmara


            A Câmara de Vereadores realiza nesta terça-feira a partir das 10h uma reunião online com a diretora do Sanep, Michele Alsina para discutir as cobranças consideradas abusivas nas contas emitidas este mês. O encontro será transmitido ao vivo pela TV Câmara e pelas redes sociais.

            "A população foi surpreendida por valores até três vezes maiores do que costumava pagar. Em tempos nos quais a economia está desabando isso gera um rombo nas finanças de muitas famílias que não terão como pagar estas contas e correm o risco de ficar sem água em casa", argumenta o vereador Marcos Ferreira, Marcola (PTB) que propôs a realização da reunião.

            A partir do aparecimento das primeiras reclamações no final da semana passada a direção do Sanep lançou a explicação de que a alteração de valores se deve ao fato de não ter havido medição dos hidrômetros em abril e maio em função da pandemia e que, agora, as contas estão sendo cobradas com base nos valores de março. "O que era para ser uma ajuda se transformou em um grande problema para as pessoas. Temos obrigação de buscar alternativas viáveis para resolver isso o mais rápido possível", diz Marcola. 

Vereadores do PP querem mudança na lei para que saneamento básico seja favorecido

Publicado em 30/07/2020.
Ideia é beneficiar toda população da cidade
Vereadores do PP querem mudança na lei para que saneamento básico seja favorecido

Foto: Assessoria

 

A bancada do PP – Progressistas – na Câmara Municipal de Pelotas, composta pelos vereadores Fabrício Tavares e Roger Ney defendem a revogação do 'Inciso II e o parágrafo único do artigo 5º da Lei número 6.745' que excluía o saneamento básico da legislação aprovada em setembro de 2019. A lei aprovada no ano passado instituiu o Programa de Parcerias do município de Pelotas – PROPEL – que nada mais é do que o regramento dos procedimentos destinados a promover a execução de obras e serviços de concessões e parcerias público privadas, porém exclui – surpreendentemente - o setor de saneamento básico, o que passa a ser inconstitucional após a aprovação do novo marco legal do saneamento básico aprovado pelo Congresso Nacional. '- Estaremos através desta proposta de adequação do PROPEL, em consonância com o a ideia da nova legislação nacional, pois o referido artigo torna o inciso do artigo 5º do PROPEL inconstitucional', salienta o vereador Fabrício Tavares.

 

NACIONAL

O Senado Federal aprovou em sessão remota, no mês de junho último, por ampla maioria, o projeto de lei que estabelece o novo marco regulatório do saneamento básico (PL 4.162/2019). O texto, aprovado pela Câmara dos Deputados em dezembro do ano passado também define a Agência Nacional de Águas (ANA) como reguladora de referência nacional, para resolver impasses, como a questão das indenizações, e possibilitar que municípios menores possam se unir em bloco para garantir a viabilidade econômico-financeira de um projeto. '-Queremos que Pelotas esteja alinhada com o marco nacional e dentro da legislação que possibilitará garantir a milhões de brasileiros acesso aos serviços de tratamento de água e esgoto, que é direito básico do ser humano. Serão tarefas dos futuros governantes as realização de bons projetos e aos vereadores a fiscalização destas decisões. É de suma importância para o setor de saúde pública a retirada do inciso acima citado. Fizemos a nossa parte', destacou por fim o vereador.

Agentes funerários e funcionários de cemitérios passam a ser reconhecidos como linha de frente da COVID-19

Publicado em 29/07/2020.
Projeto proposto pela Comissão de Saúde foi aprovado na Câmara Municipal nesta quarta-feira
Agentes funerários e funcionários de cemitérios passam a ser reconhecidos como linha de frente da COVID-19

Foto: Paulo Ferreira


            A Câmara Municipal de Pelotas aprovou nesta quarta-feira (29) projeto de lei proposto pelos vereadores Marcos Ferreira, Marcola (PTB) e Daiane Dias (PL), respectivamente presidente e vice da Comissão de Saúde do Legislativo, que reconhece agentes funerários e funcionários de cemitérios como profissionais da linha de frente do combate a pandemia de Covid-19.

            A nova legislação, que ainda precisa ser sancionado pela prefeita Paula Mascarenhas (PSDB) antes de passar a valer, estende aos trabalhadores do setor funerário direitos como a realização gratuita de teste de diagnósticos da Covid-19 e afastamento do trabalho em caso de suspeita de contaminação e conforme o presidente da Comissão de Saúde, vereador Marcola corrige uma distorção das legislações em vigor que não enxergam estes profissionais.

            "Os serviços funerários são essenciais e não podem deixar de ser executados e os trabalhadores encarregados de executá-los enfrentam um risco direto de contaminação, então nada mais justo do que a lei protegê-los dando os mesmos direitos de outros trabalhadores envolvidos no combate a pandemia", argumenta.

            O projeto apresentado e analisado em regime de urgência, por se tratar de tema referente à Covid-19, foi aprovado por unanimidade e agora segue para análise da prefeita. 

Desinformação tem gerado queixas contra ações da saúde

Publicado em 28/07/2020.
Secretária Municipal e Coordenadora da Vigilância Epidemiológica esclareceram como são feitos os testes para Covid-19 em Pelotas
Desinformação tem gerado queixas contra ações da saúde

Foto: Paulo Ferreira


            A cada semana a Comissão de Saúde da Câmara Municipal recebe várias contatos de cidadãos com reclamações ou dúvidas sobre a realização de testes para diagnóstico da Covid-19 em Pelotas. Nesta terça-feira a secretária municipal de Saúde, Roberta Paganini Ribeiro e a coordenadora do Departamento de Vigilância Epidemiológica (VE), enfermeira Carmen Viegas participaram de reunião online da comissão, explicaram como funcionam os protocolos e encaminhamentos dos testes e apontaram a desinformação como um dos principais motivos das queixas.

            Em linhas gerais explicaram que os testes são aplicados obedecendo as orientações e determinações da Secretaria Estadual de Saúde. Este protocolo estabelece que pacientes sintomáticos encaminhados pelos serviços públicos de saúde entre o terceiro e o sétimo dia de contaminação são submetidos ao teste PCR (identifica o RNA do vírus), caso o paciente não seja enquadrado nos requisitos médicos é encaminhado para o Departamento de Controle e Avaliação para fazer o teste rápido a partir do décimo dia de contaminação. Antes do décimo dia o teste não tem efeito, pois sua função é identificar os anticorpos que atuam contra o vírus.  

            "A população em geral desconhece os protocolos e, ainda, a função da Vigilância Epidemiológica e isso tem gerado reclamações que na maior parte das vezes são infundadas", comenta o presidente da Comissão de Saúde, vereador Marcos Ferreira, o Marcola (PTB).

            Entre as queixas apontadas pelo vereador e confirmadas pela coordenadora da vigilância está que os pacientes que fazem os testes em casa não são examinados pela equipe da VE. "Esta não é nossa função, a avaliação clínica deve ser feita no serviço médico que pediu o exame", esclareceu a enfermeira. Parte dos problemas reside, ainda, conforme a secretária Roberta Ribeiro na falta de informações dos serviços e laboratórios particulares que tem realizado testes. "Se a pessoa buscou o exame privado ela vai ter que buscar orientação médica particular ou em uma UBS. A Vigilância Epidemiológica não vai fazer acompanhamento clínico desses pacientes, mas há locais que fazem testes e dizem para as pessoas esperarem pela vigilância", diz.

            Confusões com relação a realização de testes em pessoas que tiveram contato direto com pacientes positivados também tem sido frequentes. De acordo com o protocolo os comunicantes não sintomáticos são encaminhados para UBS e fazem testes rápidos no décimo dia, se apresentarem sintomas antes disso podem fazer coleta para teste PCR.

            Para combater a desinformação e esclarecer dúvidas sobre sintomas e procedimentos a secretária aconselha as pessoas ligarem para o número gratuito do Tele Consulta: 0800 6485 319. 

Comissão de Saúde recebe secretária para avaliar ações da pandemia

Publicado em 28/07/2020.
Reunião online acontece a partir das 9h e terá transmissão pela TV Câmara
Comissão de Saúde recebe secretária para avaliar ações da pandemia

Foto: Volmer Perez


            As ações da Prefeitura para combater a pandemia de Covid-19 e os investimentos feitos desde fevereiro na rede pública de saúde são as pautas principais da reunião pública online marcada para às 9h desta terça-feira pela Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Pelotas. As principais convidadas para a discussão são a secretária municipal de Saúde, Roberta Paganini Ribeiro e a Coordenadora Regional da Saúde, Caroline Hoffmann, representando o Governo do Estado.

            "Durante a reunião com o secretário da Fazenda, Jairo Dutra no início do mês surgiram vários questionamentos que só podem ser respondidos pela secretária de Saúde, por isso agendamos esta reunião na qual esperamos sanar todas as dúvidas sobre os investimentos feitos para melhorar a estrutura da saúde pública durante este período de pandemia", explica o presidente da Comissão de Saúde, vereador Marcos Ferreira, o Marcola (PTB).

            Entre os pontos específicos que devem atrair questionamentos dos vereadores está o Hospital de Campanha montado no ginásio do Sesi até a semana passada e que foi desativado sem ter sido completamente equipado, nem usado. Esclarecimentos sobre o número total de leitos de UTI disponíveis para atender pacientes com Covid-19 e o recebimento de verbas e equipamentos prometidos pelo Governo Federal são outros temas que devem aparecer nas perguntas dos vereadores.

            A reunião online terá transmissão ao vivo pela TV Câmara, tanto pela televisão como pelas redes sociais da Câmara Municipal.

Mandato da vereadora Fernanda Miranda solicita informações em relação aos indicadores de etnia/raça e indicadores de gênero para além do padrão binário e cisgênero dos infectados pelo COVID-19

Publicado em 27/07/2020.


As desigualdades gritantes de nossa sociedade, estruturada pelo racismo, se tornam ainda mais graves em meio a pandemia do coronavírus. Portanto, é imprescindível que sejam respeitadas as diretrizes presentes na Política Nacional de Saúde Integral da População Negra.

Além disso, os dados de pacientes recolhidos pelo Sistema Único de Saúde devem considerar os critérios de raça e etnia, pois só assim será possível a elaboração de políticas públicas que deem conta de responder às necessidades específicas das populações, garantindo assim segurança e dignidade de vida para indígenas e negras e negros que historicamente tem seus direitos humanos e sociais negligenciados pelo poder público.

Soma-se a este fato a luta por respeito à identidade de gênero que deve perpassar também pelos formulários a serem respondidos no cotidiano. É urgente que se garanta o direito de todas, todos e todes de se declararem e serem reconhecidos como se autodenominam no mundo.

Ademais, no contexto da pandemia, em um país tão desigual como o nosso, é importantíssimo que os dados sejam corretamente sistematizados, para que tenhamos conhecimento acerca de quais camadas da população vem sendo mais atingida e assim, possamos formular políticas públicas que garantam a segurança e a dignidade de vida de quem mais precisa. 

Ações como esta são de suma importância já que as últimas pesquisas apontam que o perfil das maiores vítimas fatais do novo coronavírus são homens negros e pobres. Também é necessário que seja levado em conta as questões de gênero para além do padrão binário e cisgênero, visto que são grupos em maior processo de vulnerabilização pelo Estado.

"Nosso mandato aguarda as resposta e espera que nossas solicitações sejam implementadas. É pela vida de todas, todos e todes", finalizou a vereadora. 

Câmara de Pelotas e FAMURS preparam movimento em defesa das escolas infantis particulares

Publicado em 23/07/2020.
Reunião nesta quinta-feira na sede da entidade, em Porto Alegre, discutiu construção de uma pauta unificada para o setor que gera 20 mil empregos diretos no RS

 

A Câmara Municipal de Pelotas com o apoio da Federação dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) começa a construir um movimento estadual em defesa da criação de uma política estadual de apoio às escolas infantis particulares, que enfrentam uma grave crise por causa da paralisação das aulas em todo o estado.

Nesta quinta-feira (23) o presidente da Famurs e prefeito de Taquari, Maneco Hansen reuniu-se com o vereador Marcos Ferreira, o Marcola (PTB) e representantes de escolas pelotenses para debater a construção de uma pauta de demandas unificada para o segmento formado por 1,5 mil empresas que geram 20 mil empregos diretos em todo o Rio Grande do Sul.

"Os dados mostram que as escolas infantis particulares atendem 90 mil crianças em todo o estado e, a maioria delas não conseguiram vagas na rede pública, ou seja, as escolas privadas prestam um serviço essencial ao setor público, por isso defendemos que o Governo do Estado tenha um olhar mais cuidadoso para este setor", justifica Marcola.

O presidente da Famurs defendeu urgência para tratar o tema, pois teme que a continuidade da crise possa causar o fechamento de várias escolas o que em uma eventual retomada do ano letivo geraria um grande problema para muitas prefeituras que não conseguiriam absorver estes alunos. "Vamos colocar o assunto na pauta de negociações com o governador já na próxima reunião", diz Hansen. Entre as alternativas defendidas está a oferta de uma linha de crédito especial via Banrisul ou BRDE para atender o setor. 

Roleta de cores do Distanciamento Controlado em Pelotas: Vidas devem estar acima dos lucros

Publicado em 21/07/2020.
Nota do gabinete da vereadora Fernanda Miranda (PSol)

 

Contrariando o aumento acelerado de casos de contaminação por COVD-19 na cidade, o número crescente de óbitos, as notas técnicas do Comitê de Combate ao Coronavírus da UFPel e do Hospital Escola, que se posicionaram contrários a qualquer tipo de flexibilização do isolamento social diante desse grave cenário, a Prefeitura de Pelotas flexibiliza atividades que atingem justamente os mais contaminados pelo vírus, os profissionais de saúde e os comerciários. 

Os números de leitos disponíveis, por sua vez, cada vez diminuem mais, tendo Pelotas gestão plena em saúde, atendendo toda a região do entorno.  

Faltam profissionais de saúde para atender a demanda que só cresce de pacientes Covid-19, aquelas e aqueles que atuam na linha de frente estão expostos aos riscos da doença, uma vez que faltam equipamentos de proteção adequados. Temos ainda a falta de testes para detecção da doença para estes profissionais, uma situação absurda para a qual a prefeitura não busca solução. 

A população enfrenta todo o tipo de obstáculos possíveis para a realização dos testes em caso de suspeita de Covid-19, há demora no atendimento, dificuldade no acesso a informações essenciais, demora na realização dos testes, incapacidade do sistema em realizar a investigação correta dos casos, uma vez que pessoas de convívio próximo a casos suspeitos e confirmados não são testados.  

Em meio à roleta de cores do distanciamento controlado, a prefeitura não tem nenhum planejamento estratégico para a devida conscientização da população pelotense em relação à gravidade da pandemia, medidas de proteção, onde buscar ajuda.  

Não há fiscalização suficiente e nem efetivo que atenda as denúncias feitas pela população acerca do descumprimento das medidas de proteção a que se referem os decretos do município.   

É neste cenário de aumento da curva de contaminação, registrando no dia de ontem (20) 611 casos e 13 mortes, que a Prefeita Paula Mascarenhas entende que é necessário desestressar a linha de contenção para atender a pressão dos grandes empresários que colocam o seu lucro acima de das vidas de trabalhadoras e trabalhadores.

Nota de Pesar pela morte de Ezio Moreira

Publicado em 18/07/2020.


Ezio era suplente do Legislativo e foi a décima primeira morte da cidade pela Covid-19.

A Câmara Municipal de Pelotas, vem através desta, em nome de todos vereadores da Casa, lamentar o falecimento do vereador suplente do PSDB Ezio Moreira.

Ezio tinha 69 anos e teve algumas passagens pelo Legislativo, assumindo cadeiras do partido nas últimas duas Legislaturas, que esteve na suplência.

Ele estava internado na Beneficiência Portuguesa de Pelotas, desde o dia 08 de Julho e infelizmente não conseguiu vencer a Covid- 19, sendo a décima primeira vítima da doença na cidade.

Enviamos um abraço de profundo pesar a toda família. Descanse em paz, Ezio.

Vereador Jone Soares encaminha solicitações em prol de vários bairros da cidade

Publicado em 17/07/2020.
O parlamentar assumiu a cadeira no legislativo pelotense esta semana
Vereador Jone Soares encaminha solicitações em prol de vários bairros da cidade

Foto: Assessoria

 

Após tomar posse na última quarta-feira, Jone Soares (PSDB) participou das três sessões ordinárias da semana, já apresentando 23 pedidos de providências para vários bairros da cidade e deixando agendadas reuniões com alguns secretários.
Dentre as solicitações estão ruas do Arco íris, Dunas, Bom Jesus, Navegantes e Fragata.

No Dunas Jone destaca a rua Três, que ultimamente vem recebendo uma atenção do vereador, já que a via faz parte da rota de três vias do transporte coletivo e está muito precária. “A situação desta via tenho acompanhado de perto. Os moradores são muito organizados e me procuraram ainda em 2019. Na última vez que assumi uma cadeira na câmara juntei os moradores e fomos conversar com a assessoria do Deputado Federal Daniel Trzeciak (PSDB), para buscar uma emenda parlamentar, para a pavimentação da via. A solicitação que fizemos ainda se encontra sob a análise do deputado. Confio muito na sensibilidade do Daniel para o atendimento deste pleito”, disse Jone Soares.

O parlamentar também destacou as ruas 11 do Sítio Floresta e a rua Passeio Seis, no Navegantes II, como vias muito precárias e que necessitam de reparos urgentes. O Vereador tem reuniões agendadas com o Secretários de Serviços Urbanos e Transporte e Trânsito, para através do diálogo mediar as soluções para a comunidade. “A base do meu trabalho sempre foi o diálogo, penso que é só através da conversa que conseguimos avançar e entregar os resultados para a população. Lembro de muitas vitórias que conseguimos nos últimos quatro anos, graças a muita conversa com as autoridades”, lembrou Soares.

Nesta sexta acaba o período de licença e o titular já reassume o seu lugar.
“Avalio este período como positivo, pois foi possível mostrar o ritmo acelerado de trabalho Jone Soares e ainda lutar muito pela nossa cidade. Sempre é muito gratificante retornar a esta casa onde comecei a minha trajetória como estagiário. Hoje estar como vereador e de fato poder contribuir com Pelotas e idescritível”, finalizou o vereador.

Fabrício Tavares propõe reconhecimento da prática de atividade física como essencial em Pelotas

Publicado em 14/07/2020.
Iniciativa visa valorizar a prática de exercícios físicos
Fabrício Tavares propõe reconhecimento da prática de atividade física como essencial em Pelotas

Assessoria

 

Na manhã desta terça-feira (14), o vereador Fabrício Tavares (PP), protocolou na Câmara Municipal de Pelotas, Projeto de Lei que reconhece Reconhece a prática da atividade física e do exercício físico como essenciais para a população de Pelotas em estabelecimentos prestadores de serviços destinados a essa finalidade em tempos de crises ocasionadas por moléstias contagiosas ou catástrofes naturais. 

O projeto tem como objetivo garantir a essencialidade da atividade física e do exercício físico, especialmente na garantia do funcionamento de estabelecimentos prestadores de serviço destinados a essa finalidade pela população pelotense, contribuindo com o processo de qualificação da prestação dos serviços em saúde ofertados por profissionais da Educação Física.

Além disso, em tempos de pandemia, as atividades físicas são fundamentais para melhora da função imunológica, otimizando as defesas do organismo diante de agentes infecciosos; redução das chances de pessoas fisicamente ativas apresentarem doenças como: diabetes, hipertensão e outras doenças cardiovasculares, patologias crônico-degenerativas, que elevam os riscos de morte quando da infecção pelo novo Coronavírus; o tratamento e controle destas citadas doenças, pois pacientes descompensados são ainda mais suscetíveis às complicações e agravamentos da infecção pela COVID-19. 

Fabrício destaca que a iniciativa é fundamental e deve ser valorizada: "Neste momento que estamos vivendo, precisamos valorizar ainda mais as atividades físicas e reconhecer sua importância para manter corpo e mente saudáveis".  

O projeto de lei será discutido na manhã desta quarta-feira (15), em sessão ordinária virtual realizada na Câmara. 

Vereadores solicitam revisão de bandeira

Publicado em 07/07/2020.
Pedido é que Prefeitura recorra junto ao Governo Estadual

 

Os vereadores Fabrício Tavares (PP) e Anderson Garcia (PTB), encaminharam Pedido de Providências para que Pelotas solicite ao Governo do Estado a revisão da sua classificação de bandeira vermelha para bandeira laranja.  

Os dois vereadores justificam que pelas normas do Decreto 55240/2020 do Governo do Estado, o município que sofre alteração da cor de bandeira, possuiu o direito de recorrer desta decisão, como aconteceu, por exemplo, com os  municípios de Caxias do Sul, Taquara, Erechim e Passo Fundo, os quais possuem o índice de 900 à 1600 contaminados para cada 100 mil habitantes, enquanto Pelotas mantém um índice muito inferior, de 90-100 contaminados por 100 mil habitantes, e mantiveram-se na bandeira laranja.

Além disso, Pelotas ainda possui melhor oferta de leitos de UTI para tratamento da COVID-19 em relação aos municípios mencionados, o que justificaria, segundo Tavares e Garcia, que seja reconsiderada a cor de bandeira vermelha atribuída para a nossa cidade. 'Tínhamos que no mínimo ter recorrido, pois é um direito da cidade', disse Fabrício Tavares em entrevista na tarde desta terça-feira. O pedido foi protocolado e será analisado em sessão 'on-line' que ocorre nesta quarta-feira.

Legislativo aprova projeto da Prefeitura que cria punições aos descumprimentos das medidas de proteção à Covid-19

Publicado em 03/07/2020.
Iniciativa foi acolhida por unanimidade pelos vereadores que contribuiram com a inclusão de 9 emendas. 6 foram aprovadas e 3 rejeitadas por maioria
Legislativo aprova projeto da Prefeitura que cria punições aos descumprimentos das medidas de proteção à Covid-19

Foto: Paulo Ferreira

 

As sessões ordinárias de quinta-feira (02), foram marcadas pela discussão do projeto de lei ordinária ,com a mensagem 022/2020,enviado pelo Poder Executivo, que institui medidas coercitivas diante da ausência do uso de máscaras;impede a formação de aglomerações;bem como define procedimentos para a utilização do poder de polícia  pelos agentes da admistração pública municipal . 

As punições são classificadas por natureza:leve, média e grave,podendo as multas chegarem ao valor de R$ 1 mil reais .Durante as três sessões,os parlamentares debateram o conteúdo do projeto e solicitaram mais tempo para a criação de emendas que pudessem contribuir com o texto.9 emendas foram encaminhadas pelos vereadores,que entraram em votação juntamente com a iniciativa,nas sessões extraordinárias realizadas nesta sexta-feira(03). 

O projeto foi aprovado por unanimidade em redação final,com a inclusão de 6 emendas,aprovadas pela maioria dos vereadores presentes. 

  

Emendas aprovadas : 

1. Alteração do artigo terceiro, onde defenia como aglomeração,formação de grupo com mais de cinco pessoas.A emenda cria uma exceção para as lives artísticas e solidárias realizadas nas plataformas digitais.

Autoria : vereadora Daiane Dias (PL) e vereador Marcos Ferreira (PTB)

 

2. Modificação do artigo sétimo,deixando isentas de multas crianças de até 10 anos,que não estiverem fazendo o uso da máscara. 

Autoria: vereador Fabrício Tavares (PP) e vereador Enéias Clarindo (PSDB)

 

3. Altera o parágrafo dois do artigo de número quatro,dando liberadade para os guardas municipais, identificarem quem esteja descumprindo as regras,constatar a infração e com isso aplicarem a penalidade devida .

 Autores : Marcus Cunha (PDT), Fernanda Miranda (PSOL), Antônio Peres (PSB) e Ivan Duarte (PT)

 

4.Acrescenta o parágrafo terceiro no artigo quarto,onde a abordagem prevista no parágrafo segundo,deve ser feita respeitando os direitos humanos,em especial,atentando para não ocorrerem interferências : machistas, racistas,lgbtfóbicas e transfóbicas. 

Autores : Marcus Cunha (PDT), Fernanda Miranda (PSOL), Antônio Peres (PSB) e Ivan Duarte (PT). 

 

8. Cria o parágrafo primeiro no artigo terceiro ,onde as vedações sobre a formação de aglomerações, não vão ser aplicadas para : atividades religiosas, indústrias,comércios em geral, transporte público e hotelarias .

 Autoria : vereador Ademar Ornel (DEM) vereador Waldomiro Lima (PRB) e vereador Anderson Garcia (PTB).

 

9. Acrescenta os parágrafos um e dois do artigo três , que constitui como aglomeração o agrupamento de cinco ou mais pessoas não coabitantes com ou sem finalidades determinadas. Também define que será considerada aglomeração a superlotação do transporte coletivo quando o número de passageiros estiver acima do estabelecido.

 Autores : Fernanda Miranda (PSOL), Marcus Cunha (PDT), Ivan Duarte (PT) e Antônio Peres (PSB)

  

Emendas rejeitadas: 


 5. Criação de infração grave para empresas e estabelecimentos que não disponibilizarem equipamentos de proteção individual, como: 

 Autores : Marcus Cunha (PDT), Fernanda Miranda (PSOL), Antônio Peres (PSB) e Ivan Duarte (PT)

 

6. Aplicação de infranção grave para estabelecimentos ou empresas que permitirem nas suas dependências a ocorrência de aglomerações ou deixem de cumprir o distanciamento social. 

Autores : Marcus Cunha (PDT), Fernanda Miranda (PSOL), Antônio Peres (PSB) e Ivan Duarte (PT)

 

7. Modifica o artigo 21, onde a lei passaria a entrar em vigor após 10 dias da data de publicação, até ser decretado o fim da calamidade pública por conta do coronavírus.

Autores : Marcus Cunha (PDT), Fernanda Miranda (PSOL), Antônio Peres (PSB) e Ivan Duarte (PT)  


Confira na íntegra o texto e as vedações contidas no projeto: https://sapl.pelotas.rs.leg.br/media/sapl/public/materialegislativa/2020/36847/pl_3784_20_msg_022.pdf

Mandato do PSOL reivindica junto aos trabalhadores do POP Center condições dignas de trabalho

Publicado em 30/06/2020.
Reunião ocorreu na manhã desta terça-feira (30).

 

Na manhã de hoje, 30/06, o mandato do PSOL na Câmara de Vereadores de Pelotas participou de reunião virtual com a Prefeita e Secretários, juntamente com a Comissão de Combate ao Coronavírus, para tratar sobre a situação dos permissionários do Pop Center. 

A reunião, depois de reivindicação dos vereadores presentes, contou com a participação de dois trabalhadores, um que já havia sido chamado pelo governo e outra reivindicada pelos próprios permissionários, que não estão de acordo com o que vem sendo decidido e atingindo a todos. 

Na ocasião, foram denunciadas as condições insalubres do prédio e o descumprimento de protocolos de distanciamento. A representante dos trabalhadores solicitou a utilização do estacionamento para a montagem das bancas naquele local, visto que dentro do prédio além de não ter condições para ser feito o distanciamento adequado, os valores cobrados tornaram-se inviáveis para o pagamento no contexto de crise sanitária e sócio-econômico que estamos vivendo. 

Ao final da reunião, a prefeitura se comprometeu em fazer contato com a empresa para que o estacionamento pudesse ser utilizado e se colocou à disposição, caso não haja acordo com relação a esta proposta. 

A vereadora Fernanda afirma que o mandato deve seguir atuando e se colocando à disposição dos permissionários para que se encontre uma solução viável, colocando a vida de todas e todos em primeiro lugar.

NOTA DE PESAR

Publicado em 25/06/2020.
Vereadora Fernanda Miranda (PSOL) encaminha moção lamentando o falecimento da funcionária pública Aneluci Campelo


A Câmara Municipal de Pelotas através de moção encaminhada  pela vereadora Fernanda Miranda (PSOL), com muita tristeza vem através desta, lamentar o falecimento da funcionária pública municipal Aneluci Janaina Peixoto Campelo, ocorrido no último dia 21 de junho.  

Ane, como era conhecida e admirada pelos amigos e colegas de trabalho, estava atuando na equipe de enfermagem da linha de frente no combate à covid-19. É por toda sua luta e dedicação que Aneluci deve ser sempre lembrada. 

A vereadora e o Poder Legislativo neste momento se solidarizam com a família e entes queridos e que Ane Descanse em paz.

Sessões ordinárias da semana debatem saúde no município

Publicado em 25/06/2020.
Sessões ordinárias da semana debatem saúde no município

Foto: Volmer Perez

 

Na última quarta-feira (24), a Câmara Municipal realizou mais um encontro virtual, quando aconteceram as três sessões ordinárias da semana. Entre os assuntos debatidos pelos parlamentares esteve um Pedido de Informação da vereadora Daiane Dias (PL) em relação ao tratamento dos hospitais de Pelotas que possuem maternidade, com casos de negligência obstétrica. Outro Pedido de Informação foi solicitado pela vereadora Fernanda Miranda (PSOL) para entender por que não está havendo contratação emergencial de profissionais para atender nos CAPS de Pelotas. Entre os Projetos de Lei aprovados, esteve o de autoria do vereador Fabrício Tavares (PP) que cria o selo “Produto da Nossa Terra”. Foi aprovado também a realização de uma Audiência Pública, proposta pelos vereadores da Comissão Temporária de combate ao Coronavírus para tratar o tema “Direito à Moradia”.

As Sessões Ordinárias na íntegra, ficam salvas no canal do YouTube da TV Câmara Pelotas.

Acompanhe esses e outros assuntos pela sua tv, em sinal aberto pelo canal 21.2 e pela Net no canal 16. Os conteúdos também estão disponíveis nas nossas redes sociais.

Comissão de saúde quer estrutura para atender profissionais da linha de frente

Publicado em 24/06/2020.
Proposta oficial de criação de equipes para acompanhar a saúde física e mental dos profissionais do SUS será apresentada esta semana para a prefeita
Comissão de saúde quer estrutura para atender profissionais da linha de frente

Foto: Lenise Slawski


            Com mais de 1,1 milhão de pessoas infectadas e 51,4 mil mortes a pandemia de Covid-19 preocupa população, autoridades e, especialmente, os profissionais responsáveis por atender, cuidar e tratar dos doentes ou pacientes suspeitos. Dados divulgados no final de maio revelavam que 31,7 mil profissionais da área da saúde já haviam sido infectados pela doença e outros 114 mil casos estavam sob suspeita. Em Pelotas ainda não foi divulgada nenhuma estimativa de profissionais da saúde infectados ou sob suspeita, porém a pressão psicológica sobre os trabalhadores da área tem sido gigantesca e gerado danos à saúde física e mental destes profissionais.

            Preocupados com a situação, os vereadores integrantes da Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Pelotas irão apresentar esta semana à prefeita Paula Mascarenhas (PSDB) um pedido oficial para a montagem de equipes de especialistas voltados para atender, exclusivamente, médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, profissionais de higienização e outros trabalhadores que atuam na linha de frente do combate à Covid-19.

            "O estresse, o isolamento da família, a sobrecarga de trabalho e a preocupação constante com a própria saúde tem causados danos, por vezes trágicos, a estes profissionais e não podemos de modo algum descuidar disso. É preciso cuidar de quem cuida, então se a Prefeitura não tem equipes suficientes para prestar este atendimento vamos discutir uma contratação emergencial, mas o que não podemos é deixar estes profissionais sem acompanhamento", argumenta o presidente da Comissão de Saúde, Marcos Ferreira, o Marcola (PTB).

            EM DISCUSSÃO – A proposta será apresentada para discussão na Câmara na sessão desta quarta-feira e depois levada para a prefeita. A ideia é que as equipes de atendimento especializado para profissionais da saúde sejam montadas e entrem em serviço o quanto antes. "O cenário fica cada vez pior e com isso a saúde dos nossos trabalhadores da saúde também sofre mais, não podemos demorar para garantir algum apoio", comenta a vice-presidente da Comissão de Saúde, Daiane Dias (PL).

Redes sociais

Facebook  Twitter  Youtube  Esta imagem é referenciada nos conteúdos do portal.  Esta imagem é referenciada nos conteúdos do portal.

TV Câmara

Atendimento ao Cidadão

Esta imagem é referenciada nos conteúdos do portal.

Leis e Processo Legislativo

Licitacon