Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Secretário considera reativação do conselho de segurança essencial para o pacto Pelotas pela paz

Secretário considera reativação do conselho de segurança essencial para o pacto Pelotas pela paz

Publicado em 23/07/2019.
Proposta da Frente Parlamentar Mista da Câmara Municipal é de instalar definitivamente a entidade criada por lei em 2003
Secretário considera reativação do conselho de segurança essencial para o pacto Pelotas pela paz

Foto: Assessoria vereador

A efetivação do Conselho Municipal de Segurança Pública foi defendida pelo secretário da área, Aldo Bruno esta semana durante reunião com representantes da Frente Parlamentar Mista da Segurança da Câmara Municipal. Para o secretário o conselho é essencial e necessário para a efetivação de políticas públicas previstas no Pacto Pelotas pela Paz como a polícia cidadã e o Código de Convivência.

“Um conselho ativo tem uma grande contribuição para fazer as políticas públicas avançarem”, justificou. Bruno ainda lembrou que parte da legislação que trata da entidade já foi revista durante a gestão Eduardo Leite (PSDB) e que o Fundo Municipal de Segurança Pública já foi legalmente criado e, inclusive, já possui conta bancária pronta para receber repasses, doações e emendas parlamentares.

Para o presidente da Frente Parlamentar Mista, vereador Marcos Ferreira, o Marcola (PT) o apoio do secretário surge como o aval necessário para que se procure outras entidades e instituições com o objetivo de formar uma grande mobilização local pela criação do Conselho Municipal de Segurança. “O conselho é o local onde a comunidade se reúne para discutir assuntos pontuais, estratégicos e as grandes políticas públicas. Discutir com a sociedade as ações planejadas é essencial para qualquer administração que preze a democracia e por isso acreditamos que a ativação do conselho é essencial para se conseguir soluções para a segurança em Pelotas”, declara.

Conforme o professor Luiz Bogo Chies coordenador do Grupo Interdisciplinar de Trabalho e Estudos Criminais-Penitenciários (GITEP) da UCPel que integra a Frente Parlamentar Mista a partir da próxima semana devem ser agendadas reuniões com representantes de Brigada Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Judiciário, Ministério Público e outros para discutir o assunto.

 

Texto: Assessoria de Imprensa Vereador Marcos Ferreira PT

Redes sociais

Facebook  Twitter  Youtube  Esta imagem é referenciada nos conteúdos do portal.  Esta imagem é referenciada nos conteúdos do portal.

TV Câmara

Atendimento ao Cidadão

Esta imagem é referenciada nos conteúdos do portal.

Leis e Processo Legislativo

Licitacon